Como é a Fazenda Águas Claras, em Itapira

Conheça a Fazenda Águas Claras, um hotel a cerca de 3h de São Paulo com pensão completa e atividades de lazer.
Renata Assunção

Nós descobrimos a Hospedaria Fazenda Águas Claras, em Itapira, por acaso, passeando pelo site Roteiros de Charme e buscando um destino agradável e diferente para visitarmos em nossa viagem entre o Rio de Janeiro e Brasília. Neste post você vai saber como é a Hospedaria Águas Claras e o que esperar de sua viagem por lá.

A Fazenda Águas Claras é linda e nos dá a sensação de viajar pelo tempo

A chegada – Fazenda Águas Claras Itapira

Era uma manhã de domingo do final de dezembro quando fizemos o nosso check-out em Penedo e seguimos rumo à Hospedaria Águas Claras, em Itapira, que havíamos descoberto poucos dias antes, pesquisando pela internet um destino para encaixar em nossa viagem. Já tínhamos passado por Visconde de Mauá e teríamos Brasília como destino final. 

No e-mail que recebemos com a confirmação da reserva, estava a indicação do endereço. Dizia assim: “Para chegar na Fazenda, utilize o Waze até a cidade de Itapira (km 46). Passando a cidade, a quilometragem começa a diminuir. Após o km 35, encostar à direita e entrar depois de 200m à direita. Seguir as placas azuis da Hospedaria Águas Claras”. 

No e-mail não estavam especificados quantos seriam os quilômetros em estrada de terra  e nem me passou pela cabeça perguntar. Fomos até o Km 35, como indicado, e entramos. A estrada estava bem ruim, vários buracos pelo caminho e Fernando começou a ficar nervoso. Será que estamos no lugar certo? A esta altura, a internet do nosso celular já tinha desaparecido e com ela, todos os aplicativos de geolocalização. Seguíamos a 20km por hora e eu só pensava: O que faremos se nosso carro atolar? 

Estrada de terra fica com a passagem de carros comprometida por causa das chuvas


Estrada de terra

Finalmente conseguimos um sinal de telefone e eu entrei em contato com a Fazenda Águas Claras perguntando se realmente estávamos no caminho certo. A atendente disse: Se estiverem vendo umas torres de energia, é só seguir em frente. Fiquei imaginando como seria nossa chegada se resolvêssemos fazer nosso check-in à noite (O check-in normalmente é realizado às 18h, mas nós chegamos antes disso). 

Avistamos a porteira azul e, antes dela, vários bois e vacas pastando. Um rapaz em uma moto estava saindo da Fazenda e veio nos atender. Fernando logo perguntou sobre a estrada, se era assim mesmo, ruim. “É sim, mas se o senhor atolar a gente manda um trator para lhe resgatar”, respondeu. Depois de agradecermos a gentileza do atendimento e fecharmos os vidros do carro, caímos na gargalhada. Como assim? Eles mandariam um trator para nos resgatar? 

Na portaria, Fernando ainda nitidamente preocupado, perguntou: Quando chove muito, como os carros passam? Olha, moço, os carros não passam não, mas se Deus quiser, não vai chover. Pronto. Estávamos nós dois ali, contando com São Pedro e a “não” chuva, em pleno dezembro, um dos meses mais molhados do ano na região. 

O quarto – Fazenda Águas Claras Itapira

Nosso bangalô era afastado da recepção e fomos até ele de carro. A primeira impressão foi ótima do ponto de vista estético – o quarto é realmente lindo – e péssima do ponto de vista do conforto – não tem ar condicionado e o calor castigava. Na hora da reserva realmente não me atentei para a questão do ar condicionado. Imagino que a maior parte do ano faça frio na região, visto que o quarto conta com uma lareira. Mas estávamos no verão. 

Quarto confortável, espaçoso e aconchegante, mas falta ar condicionado.

Do ponto de vista prático, a Hospedaria merece todos os elogios. Não sei nem explicar como eles conseguem levar uma internet tão poderosa para um lugar tão afastado. Neste quesito não tivemos nenhum problema. Mas, ainda incomodados pelo calor, liguei na recepção e pedi ajuda porque tinha um ventilador de teto no quarto, mas a gente não sabia como ligar. Mandaram um funcionário que ficou olhando para o aparelho sem saber o que fazer, também ele não sabia mexer e teve que telefonar para um técnico. O interruptor estava atrás da cama, perto do chão. Conseguimos finalmente ligar e abrimos as janelas para ventilar. 

Duas espreguiçadeiras com vista para a mata e a Fazenda

O bangalô é super espaçoso, tem cama grande, duas poltronas confortáveis, mesinhas de cabeceira, mesa de centro, mesa de trabalho, banheiro grande com um chuveiro maravilhoso e banheira de hidromassagem que acabamos não experimentando. Lá fora, na varanda do quarto, um sofá e uma rede, além de duas espreguiçadeiras com vista para a mata e a fazenda. A gente se sentiu dentro daquelas casas antigas que aparecem em novelas de época. Tudo era bem bucólico. 

O jantar – Fazenda Águas Claras Itapira

Fazenda oferece pensão completa com comida caseira e saborosa

A hospedaria oferece pensão completa e o jantar é servido em fogão à lenha. Descemos meia hora antes para tomar um drinque na piscina. A atendente sempre muito gentil nos fez uma caipirinha deliciosa. A carta de vinhos não tem muitas opções, mas você pode pagar rolha e levar a sua própria garrafa. No cardápio aquela comidinha mineira bem caseira e gostosa, sempre com opções de carne, peixe e massa, além dos acompanhamentos. 

Na primeira noite caiu uma chuva forte e os funcionários nos disponibilizaram alguns guarda-chuvas para que voltássemos para o nosso bangalô. O caminho até o quarto é bem íngreme, tem alguns pontos de luz e você provavelmente cruzará com um sapo. Se por um lado aquele aguaceiro nos assustou um pouco, por outro refrescou bastante a região e, assim, tivemos uma ótima noite de sono. 

Atividades de lazer – Fazenda Águas Claras Itapira

A hospedaria possui algumas atividades de lazer. No site eles falam em passeio a cavalo, pescaria, ordenha de leite, roteiro histórico de café, passeio de 4×4 pela serra com direito a cachoeira. Nós gostaríamos de ter feito o roteiro histórico de café, mas ele ocorre aos domingos pela manhã e nós chegamos lá no domingo à noite. 

No site eles também oferecem passeios de caiaque. Realmente vimos um caiaque no lago, mas a água é bem escura e pouco convidativa. As bicicletas para mountain bike não estão em sua melhor forma, muitas com pneus vazios e mal conservadas. 

Caiaque é uma das opções de lazer

Pela manhã, demos uma caminhada pela propriedade. No salão de jogos, uma mesa de sinuca e alguns objetos antigos. Também passamos por uma sala com maquinário de fazer café, alguns ainda em funcionamento, apesar da produção da propriedade hoje em dia ser bem pequena. O café da manhã, servido em uma sala confortável, é delicioso: pão de queijo quentinho, café no bule, bolos caseiros, ovos, entre outros. 

À tarde, ficamos curtindo a piscina, tomamos uns drinques, e aproveitamos a super TV e internet do bangalô para ver um filme online. No final do dia, o local do jantar foi transferido por conta da chuva, que mais uma vez resolveu aparecer. Comemos nosso franguinho com polenta torcendo para que o aguaceiro não destruísse a estrada na volta. 

Piscina é convidativa para dias de calor.

Nossa avaliação

Nós gostamos da hospedagem. Foram dois dias de descanso, contemplação e boa comida. Os funcionários são bastante solícitos, apesar de alguns terem pouca experiência. Se a Fazenda Águas Claras estivesse cheia, provavelmente teríamos nos aborrecido com o atendimento. Como éramos, praticamente, os únicos hóspedes, tivemos dias prazerosos e tranquilos. Se você gostou da descrição e ficou com vontade de conhecer, sugerimos que o faça no inverno, quando as chuvas diminuem e o clima é mais ameno. Assim você evita os perrengues que tivemos que enfrentar: a estrada enlameada por conta das chuvas e o quarto calorento. No geral, é um ótimo escape da rotina, um lugar para você realmente se sentir rodeado pela natureza e longe da cidade, a cerca de 3h de São Paulo. 

Veja Também

Onde comer em Penedo

Cinco pousadas com hidro em Visconde de Mauá

O que fazer em Angra dos Reis: roteiro completo