Quais vinícolas visitar em Mendoza

Fizemos uma lista com os melhores restaurantes de vinícolas em Mendoza.
Casal Giramundo

Escolher quais vinícolas visitar em Mendoza não é uma decisão fácil, afinal, existem mais de 200 delas abertas para visitação dos turistas e amantes de vinho. Além disso, as vinícolas oferecem diversos tipos de programação: degustações, picnics, passeios de bicicleta ou a cavalo, a oportunidade de fazer o seu próprio blend, além de almoços incríveis. Neste post vamos escrever sobre este último item; os restaurantes das bodegas. Abaixo uma lista com cinco vinícolas imperdíveis para conhecer em Mendoza!

Quer saber mais sobre Mendoza? Veja nosso guia completo clicando aqui!

ATENÇÃO: Uma informação fundamental: é extremamente importante fazer a reserva com antecedência para almoçar nas vinícolas. Você pode encontrar os contatos de cada uma delas pelo site (nós vamos colocar todos os links neste texto, não se preocupe).

1 – Susana Balbo – Restaurante Osadía de Crear

A entrada da vinícola é um espetáculo. Videiras ao longo do caminho com as montanhas ao fundo. O restaurante tem paredes de vidro para também privilegiar o cenário e o ambiente é intimista e aconchegante.  O menu tem cinco passos, cada um deles harmonizado com um vinho diferente. Começamos por uma entrada de tomates, truta, melão, manjericão e um biscoito de arroz. Para acompanhar, o Susana Balbo Signature White Blend. O segundo passo foi um camarão com espuma da cabeça do camarão, cebola caramelizada e crocante de tapioca. A harmonização foi feita com Benmarco Sin Limites Chardonnay.

O terceiro passo, um risoto com queijo patagonzola e feijão verde e amarelo harmonizado com o Susana Balbo Signature Malbec. O quarto passo, uma costela curada com molho criollo, pimenta e batata-doce harmonizado com o Susana Balbo Signature Brioso. Para finalizar nos trouxeram um abacaxi assado com pudim de leite, sorbet de Torrontés e iogurte de coco harmonizado com o Susana Balbo Signature Late Harvest Torrontés. 

O serviço foi impecável, o cardápio tinha informações em espanhol, inglês e português e os garçons foram super solícitos. O menu “Maridaje de Cordillera Al Mar” custou $65 dólares por pessoa, incluindo os pratos, os vinhos, café e água. Você também tem a opção de um menu de três passos que custa $50 dólares por pessoa. Para reservas e outas informações, clique aqui!

Quais vinícolas visitar em Mendoza

2 – Trapiche – Restaurante Espacio Trapiche

A vinícola Trapiche ganhou o prêmio de melhor bodega do Novo Mundo em 2019 pela Wine Star Awards, da revista Wine Enthusiast e, em 2018, seu restaurante também foi agraciado com um prêmio pela Best of Wine Tourism. O lugar é lindo mesmo e a cozinha é de tirar o chapéu.

Fizemos um menu degustação em 6 etapas. Começamos com um snack de abobrinha com pêssego e amêndoas e um Trapiche Puro Rose. Em seguida, nos trouxeram um creme de milho com pimenta e um vinho de colheita tardia, o Fond de Cave Tardive (harmonização perfeita). Depois tivemos uma salada de tomates com emulsão de melancia e texturas de queijo de cabra acompanhada pelo Trapiche Costa & Pampa Pinot Noir. 

A quarta etapa foi uma truta assada com tabule de quinoa e melão com o Trapiche Gran Medalla Chardonnay. A quinta foi um porco com purê de batatas e repolho (você poderia trocar por uma massa vegetariana) com o Trapiche Gran Medalla Cabernet Franc. E, para finalizar, um creme de chocolate negro com chocolate branco e frutas vermelhas, harmonizado com o Trapiche Costa & Pampa Brut Rose. Como não gostamos muito desta harmonização, pedimos mais uma taça do Fond de Cave Tardive.

Foi um almoço incrível. O sommelier se mostrou disposto a nos ajudar com qualquer informação que achássemos necessária sobre os vinhos e harmonizações e as garçonetes foram extremamente atenciosas. O ambiente é agradável. O menu completo custou cerca de $ 35 dólares por pessoa. Para reservas e outas informações, clique aqui.

Vai passar por Buenos Aires antes de Mendoza? Veja nosso roteiro completo aqui!

Quais vinícolas visitar em Mendoza

3 – Norton – Restaurante La Vid

Entrada da vinícola Norton, em Luján de Cuyo

A Norton fica na região de Luján de Cuyo. Escolhemos um menu de oito passos (mas não se assuste, os pratos eram pequenos e até o café é contado como um passo). Começamos com um espumante Gruner Veltiner acompanhado por uma empanada de carne coberta por um creme adocicado sensacional. Em seguida, uma truta com creme de pimenta e picles com um Altura White Blend. O terceiro passo foi um carpaccio de carne com creme de queijo (não gostamos muito) harmonizado com o Altura Pinot Noir.

O quarto passo, um cabrito com patê de tomate, amêndoas tostadas e um creme de milho acompanhado por um Late Malbec Lunlunta. O quinto passo, um ojo de bife com purê de batatas harmonizado com um Perdriel Vineyard Selection. Então veio um clericót de erva mate para limpar o paladar e prepará-lo para a sobremesa, um sorvete de doce de leite com praliné de amendoim, simplesmente inesquecível. Para acompanhar, um ponche de Malbec Reserva. 

Dentre as vinícolas que visitamos esta foi a que menos nos agradou na harmonização entre a comida e os vinhos. Ainda assim achamos que valeu o passeio, alguns pratos estavam maravilhosos. O menu de oito passos custou cerca de $ 60 dólares por pessoa. Para reservar, veja as informações aqui.

Quais vinícolas visitar em Mendoza

Veja também > Conheça a Vinícola Susana Balbo

4 – Séptima – Restaurante María

Sem sombra de dúvidas, a vinícola mais linda que visitamos nesta viagem a Mendoza. Paisagem incrível, com montanhas e parreiras por todos os lados. O salão para o almoço é todo de vidro justamente para aproveitar a vista. E quando você reserva o almoço ganha uma visitação gratuita. Começamos nosso passeio pelas parreiras, degustando um vinho branco e ouvindo a explicação de todo processo de produção das uvas. Em seguida entramos para ver os tanques de inox e barris de carvalho e ganhamos a prova de um vinho que ainda estava estagiando em barril, em processo de envelhecimento.

Ao final do passeio fomos encaminhados ao restaurante María para degustar um menu de cinco passos. Começamos com uma salada de tomate, cebola e uva passa com sopa de amendoim e alho. Depois tivemos um creme de pimenta, trigo, legumes, pepino e emulsão de melão. O terceiro passo foi uma vitela com néctar de pêssego, couve frita, ameixa fresca, repolho e feijão com mostarda e mel.

O quarto passo foi um sorbet de melão e o último, a sobremesa: uma sopa de coco, fios de arroz, sorvete de canela e doce de leite.

Na ordem, experimentamos o Séptima Emblema Rosado de Malbec 2019, Séptima Obra Malbec 2018, Línea Reserva, Séptima Gran Reserva Blend 2017 e o María Codorníu Espumoso Alta Gama. A visita foi perfeita e com certeza ficamos com gostinho de quero mais. O menu completo custou cerca de $ 30 dólares por pessoa. Para fazer reserva e ver outras informações, clique aqui.

Quer saber sobre outras regiões vinícolas? Veja nosso roteiro sobre o Piemonte, na Itália, AQUI!

Quais vinícolas visitar em Mendoza

5–  Zuccardi – Restaurante Casa Del Visitante

Fomos na vinícola Zuccardi de Luján de Cuyo, a Santa Julia (eles também possuem uma outra no Valle do Uco). O restaurante Casa Del Visitante apresenta uma proposta completamente diferente da de todos os outros que visitamos nesta viagem. O almoço começa do lado de fora, perto de onde as carnes estão sendo assadas. De forma descontraída (e, na nossa opinião, pouco confortável), eles nos convidam a experimentar empanadas (de carne, queijo e/ou cebola) com dois tipos de vinhos brancos.

Em seguida vamos para dentro do restaurante, bem mais confortável e agradável (climatizado e sem moscas). O almoço é uma parrillada, o churrasco argentino, acompanhado por legumes e saladas. São oferecidos sete tipos de carnes diferentes (a costela é imperdível). Para os vinhos o cliente tem quatro opções de menus, cada uma delas com três tipos de vinhos que podem ser repetidos à vontade. Ao final do almoço, são servidos doces caseiros. O menu sofre variações de preços conforme a escolha dos vinhos. O nosso custou cerca de $ 25 dólares por pessoa. Para ver outras informações, visite o site da vinícola aqui.

Fizemos um vídeo sobre este passeio, está no nosso canal no Youtube. Veja aqui!